PREENCHIMENTO CUTÂNEO

Dra. Andréia Coutinho de Faria - CRM 43222

Dermatologista - RQE 20494

Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

 

O preenchimento cutâneo é uma técnica bastante utilizada para correção de áreas deprimidas e inestéticas da pele, restabele volumes, contornos e simetrias. Consiste na aplicação de substâncias sob a pele (na derme e/ou hipoderme) que promoverão aumento do volume local com reflexo no relevo da pele.

Através do preenchimento cutâneo, rugas e cicatrizes deprimidas podem ser atenuadas, lábio, região malar e mento podem ser aumentados, propiciando características associadas à beleza e juventude.

     Preenchimento homem

  

Há diversas substâncias mundialmente utilizadas com esta finalidade, os principais são: ácido hialurônico, silicone, gordura, colágeno (bovino, suíno), polimetilmetacrilato (PMMA), poliacrilamida, ácido poli-L-láctico, hidroxiapatita de cálcio.

  

Sobre os Preenchedores

     

Preenchimento mulher linhas   

O preenchedor ideal deve ser seguro, compatível com os órgãos e tecidos do corpo humano, ser capaz de manter sua estabilidade, garantindo duração satisfatória do efeito promovido, apresentar resultado natural, não deslocar da posição aplicada e desejada, induzir mínima reação de corpo estranho, não apresentar efeitos danosos às células (mutações, teratogenicidade, carcinogenicidade), não ser alergênico e apresentar custo razoável.

   

Por meio destas características desejáveis, o ácido hialurônico e a hidroxiapatita de cálcio têm se mostrado excelentes preenchedores. Apresentam riscos mínimos comparados à aplicação de silicone líquido (risco de embolia vascular, trombose e embolia pulmonar; desencadeamento de reações inflamatórias do tecido adiposo) e polimetilmetacrilato – PMMA (risco de obstrução arterial e necrose cutânea, reação de granulomas de corpo estranho, migração do local aplicado), ácido poli-L-lático (maior reação de granulomas de corpo estranho) e colágeno (maior chance de reações alérgicas, exigindo teste alérgico antes da aplicação). Também o ácido hialurônico e a hidroxiapatita de cálcio apresentam estabilidade e perfil de duração de resultados bastante superior a gordura injetável, boa relação custo-benefício, especialmente em comparação com produtos como ácido poli-L-lático.

  

    
ÁCIDO HIALURÔNICO

  
O ácido hialurônico utilizado para preenchimento cutâneo é um gel de origem não animal estabilizado. Trata-se de um implante produzido sinteticamente por fermentação bacteriana. É uma molécula encontrada em todos os animais de forma idêntica, responsável por dar volume e reter água na pele, conferir volume ao globo ocular e elasticidade às articulações.

   

O ácido hialurônico injetado é degradado e absorvido na derme, apresentando efeitos com tempo de duração médio entre 6 e 24 meses, dependendo do tamanho das moléculas do produto utilizado, da profundidade aplicada e local tratado.

  

Após sua aplicação, além dos efeitos imediatos de ocupação e preenchimento do espaço, ocorre a ligação e retenção de moléculas de água e estímulo à produção de novo colágeno, o que potencializa sua ação e aumenta a durabilidade do efeito.

    
É utilizado para reduzir rugas superficiais e profundas, como linhas de expressão fixas e sulcos (“bigode chinês”, linhas de “marionete”), aumento do volume das maçãs do rosto, aumento do queixo, melhora do contorno da mandíbula, melhora do perfil nasal, embelezamento labial e correção de cicatrizes deprimidas, como exemplo cicatrizes de acne.

   
Além destas funções, é utilizado para rejuvenescimento de mãos e em preenchimentos corporais, principalmente para melhora do aspecto da celulite, corrigindo depressões. Pode ser utilizado para aumento de mamas e glúteos, mas em geral apresenta alto custo devido ao grande volume necessário nestes casos.

   

É um procedimento relativamente simples, rápido, seguro, quando em mãos experientes, e com poucos efeitos adversos.

    

    
HIDROXIAPATITA DE CÁLCIO

   

A hidroxiapatita de cálcio injetável é um preenchedor em gel viscoso composto de microesferas desse componente dissolvidas em gel aquoso. Esta substância é naturalmente encontrada em nosso organismo e por isso não há riscos de rejeição do seu implante.

  
Sua função, além de preencher espaços promovendo aumento de volume, também estimula a produção de colágeno. Assim, quando nosso organismo inicia o processo natural de reabsorção do produto, ocorre síntese de novo colágeno, responsável pela sustentação e firmeza da pele.

   

É indicada para reposição de volume, correção de sulcos, rugas e depressões na face. Assim, é possível remodelar volumes faciais: têmporas, maçãs do rosto, queixo e arco da mandíbula, além de corrigir sulcos: sulco entre o nariz e os lábios, “bigode chinês”, e, abaixo dos lábios, “rugas de marionete”.

  
Além do tratamento facial, outra indicação interessante desse preenchedor é para rejuvenescimento das mãos. É utilizado para melhorar o volume do dorso das mãos, corrigindo a aparência envelhecida com vasos sanguíneos e tendões evidentes.

  
A aplicação é simples e rápida, não necessitando de cuidados especiais como em cirurgias plásticas. O resultado já começa a ser percebido logo após a aplicação, sendo melhorado à medida que a produção de colágeno é estimulada.

  
Quanto à durabilidade do efeito, apresenta durabilidade média de 10 a 14 meses, e em muitos casos pode permanecer por até 18 meses.

 


   

Siga-nos no Facebook!